Resenha – Correr ou Morrer

Saga – The Maze Runner (Livro 1)

Capa Runner

 

Eu tomei conhecimento da saga The Maze Runner através de um link que mostrava livros em adaptação para o cinema. Logo depois também vi uma comparação dizendo que a obra de James Dashner é considerada o novo “Jogos Vorazes” (de Suzanne Collins). Aparentemente, surgiram muitos livros comparados aos de Collins nos últimos anos. O título do primeiro livro é “Correr ou Morrer” e é sobre ele que pretendo falar aqui.

Vamos a um breve contexto da história: Thomas acorda dentro de um elevador e a única coisa da qual se lembra é do seu primeiro nome. Sem saber como foi parar ali, ou para onde o elevador está indo, ele aguarda ansiosamente o que está para acontecer. Quando o teto do elevador se abre, Thomas se vê observado por outros rapazes de várias idades, usando gírias que ele não consegue entender. Aos poucos ele é informado que chegou até a “Clareira”, um lugar cercado por um labirinto.

Todos os rapazes chegaram ali da mesma forma que Thomas. Um por mês, a cada mês, sempre no mesmo dia. As únicas coisas que eles sabem são: #1 a cada mês um novo menino chegará à clareira; #2 eles precisam correr pelo labirinto buscando uma saída, #3 eles tem de sobrevier aos ataques das criaturas (Verdugos) que vivem dentro do labirinto.

O que nenhum deles podia imaginar é que com a chegada de Thomas tudo mudaria!

James Dashner consegue manter um bom ritmo de narrativa. A cada capítulo, quanto mais teorias dos jovens da Clareira iam sendo derrubadas, mais eu queria ler para conseguir entender o que estava acontecendo, do que realmente se tratava tudo aquilo. Assim como Thomas, eu queria respostas.

Tenho gostado cada vez mais de livros que falam sobre situações pós-apocalípticas (Ainda não estou certa de que se trata disso mesmo). O único problema é que a maioria se torna muito similar em certos pontos. É claro que vi críticas negativas ao livro, mas eu realmente gostei.

Como toda boa série, o primeiro livro oferece apenas algumas respostas. Em contra partida ele cria muitas outras perguntas. Achei a história interessante, no início eu achei que já tinha “sacado” qual era a da história, mas estava completamente errada.

Mesmo sem entender realmente porquê Thomas foi parar na clareira (acho que em determinado ponto do livro o autor explica, mas pra mim foi muito superficial e se eu falar mais vou acabar soltando uns spoilers), analisando de forma geral, o livro entrega uma

boa história. Tem algumas falhas é claro, mas nada que tenha me desmotivado na
leitura. Eu gostaria apenas de entender melhor o que está acontecendo. É
difícil se deixar conquistar por um cenário que você não entende muito bem o
motivo para existir.

Da primeira a última página “Correr ou Morrer” me amarrou na história. E quando você pensa que acabou, vem o epílogo e deixa tudo uma loucura novamente.

Onde comprar:

Submarino
Saraiva – Livro e Ebook
Livraria Cultura
Estante Virtual

 

FacebookBlog

O Literatura Pessoal também está no Facebook!
Curta a página do blog para receber as atualizações e
ver todas as novidades.

www.facebook.com/literaturapessoal

Comments

comments

3 Comment

  1. […] Aqui tem o que eu achei do primeiro livro “Correr ou Morrer”. […]

  2. Ainda não vi esse filme, estou super curiosa, e lógico que quero lê o livro também!

    1. Acabou de sair o trailer do filme! Você assistiu o primeiro?
      Olha lá na página do blog no Facebook: http://www.facebook.com/literaturapessoal

Comentários fechados.