Resenha – FIM (Fernanda Torres)

Sinopse:

O livro focaliza a história de um grupo de cinco amigos cariocas. Eles rememoram as passagens marcantes de suas vidas: festas, casamentos, separações, manias, inibições, arrependimentos. Álvaro vive sozinho, passa o tempo de médico em médico e não suporta a ex-mulher. Sílvio é um junkie que não larga os excessos de drogas e sexo nem na velhice. Ribeiro é um rato de praia atlético que ganhou uma sobrevida sexual com o Viagra. Neto é o careta da turma, marido fiel até os últimos dias. E Ciro, o Don Juan invejado por todos, mas o primeiro a morrer, abatido por um câncer. São figuras muito diferentes, mas que partilham não apenas o fato de estar no extremo da vida, como também a limitação de horizontes.

O que eu achei:

E quando você se identifica com o personagem aparentemente menos querido pelos amigos do livro? rs

Em FIM, Fernanda Torres (ela mesma, a atriz) narra, em 5 capítulos, a história de 5 amigos: Álvaro, Sílvio, Ribeiro, Neto e Ciro, ou melhor a história de quando cada um deles está prestes a morrer.

Álvaro, o personagem com o qual mais simpatizei é quem inicia essa história, ele é um velho ranzinza que reflete sobre a vida enquanto volta andando do médico para casa. Já neste primeiro capítulo Fernanda mostra que FIM, apesar de falar sobre a morte, trás na sua narrativa o bom humor necessário para fazer a leitura ser fluída e tranquila.

Com muitos flashbacks que nos mostram a amizade destes cariocas ao longo dos anos, somos apresentados as mais variadas personalidades e situações. Álvaro é ranzinza, não suporta a ex-mulher e vive sozinho. Sílvio mesmo na velhice vive em torno dos excessos de droga e sexo. Ribeiro é aficionado por praia e exercícios, se sente jovem, um garotão e encontrou no viagra uma extensão de sua vida sexual. Neto é alinhado, exemplar e marido fiel. E Ciro, o galanteador que todos querem ser, mas que morreu jovem em decorrência de um câncer.

Além de mostrar as conquistas e frustrações pessoais de cada um dos seus personagens, como a falta de tato dos amigos para lidar com o câncer de Ciro, FIM também conta um pouco da história após a morte dos seus protagonistas, mostrando como ex-mulher, filhos e casos românticos lidam com a situação.

Gostei muito da forma como Fernanda descreve a insegurança na terceira idade, retirando aquele véu da ilusão de que, ao chegarmos “lá”, teremos nossas vidas resolvidas, com a tranquilidade que somente muitos anos de experiência podem fornecer. De modos bastante distintos todos os 5 amigos convivem com medos, inseguranças e arrependimentos, mas o que não muda é que, independente da situação pessoal de cada um, eles também convivem com a solidão.

Acho maravilhoso quando livros tem a coragem de desromantizar situações, como essa amizade tão duradoura de 5 amigos, ao mostrar que nem todos se gostam, nem sempre a amizade foi maravilhosa e que certos conflitos deixam marcas profundas, apesar de não cessar a convivência.

Um livro para refletir sobre os relacionamentos que estamos criando e sobre quais queremos ter ao nosso lado ao longo da vida, mas principalmente para pensar sobre a finitude da vida.

Nota: 4/5

Onde encontrar:
Skoob

Curta a página do Literatura Pessoal no Facebook
Siga nosso Instagram: @literaturapessoal

Comments

comments