Resenha Livro – Orgulho e Preconceito

Imagem

Porque eu nunca tinha lido Jane Austen?

Insistentemente eu tenho me perguntado isso há várias semanas e ainda continuo sem resposta. É por essas – e muitas outras – que não acredito que caibo bem no rótulo de “grande leitora”.

Comecei por onde acho que todos deveriam começar: “Orgulho e Preconceito”.  Não tenho como mensurar o meu amor por esse livro (ou a quantidade de vezes que eu já assisti o filme após o livro, ou fato de que já vi e revi inúmeras vezes a minissérie criada pela BBC com base no livro), quer dizer,  acho que posso mensurar dizendo que se tornou uma obsessão. Mr Dacy e Lizzie Bennet, pra vocês apenas todo o meu amor.

Afinal quem nunca antipatizou com alguém pra logo depois cair de amores? Quem nunca julgou aquela pessoa por sua cara de rica e superior? Ou apenas porque acha suas companhias muito aquém do que deveriam ser. O mundo gira e acontece praticamente com base nisso. A gente acredita que fulano seja de um jeito por causa de um comentário mal feito numa roda de amigos ou por uma linha publicada em uma rede social. Puro pré-conceito.

Orgulho e Preconceito fala exatamente sobre isso. Uma história cheia de primeiras falsas impressões, onde duas pessoas em conflito acabam descobrindo que são muito mais parecidas do que gostariam de admitir. E precisam encarar o fato de que o que parecia impossível se tornou inevitável: ambos se apaixonaram um pelo outro.

Vale ler, vale reler, vale amar e emprestar pros amigos.

E pra fechar, Mr Darcy fala por mim:  “Tentei lutar, mas em vão. Não consigo mais. Não posso reprimir meus sentimentos.

Desculpa Jane, te ignorei por muitos anos, mas não mais. Que 2013 seja repleto de Jane Austen, não só pra mim, mas também pra vocês.

Comments

comments

3 Comment

  1. […] que eu li “Orgulho e Preconceito” e ele se tornou um dos meus livros favoritos entrei numa meta pessoal de ler todos os livros […]

  2. […] em O Duque e Eu, lemos tudo aquilo que adoraríamos ter lido a respeito de Lizzie e Darcy, indo bem além do que poderíamos imaginar num livro que fala sobre essa época. Se nos livros de […]

  3. Graça says:

    Oi, Larissa!
    Conheci seu blog hoje. Amei.
    Parabéns! Obrigada.

Comentários fechados.