@’s

Para  @brunoscopel. 😉

Ler ouvindo:  The Cranberries – Dreams

Talvez eu tenha tido sorte,  talvez.

De verdade? A gente foi contra tudo o que é tradicional pra se começar um namoro.  Batemos de frente com um romance que, se fosse com outras pessoas, a gente não colocaria muita fé. Uma história de @’s.

Perdi a conta de quantas músicas dançamos juntos num bar, entre mesas e cadeiras depois de uma cerveja e outra. Da primeira vez que me levou em casa e se fez de astronauta com um capacete no meio da rua. E do primeiro beijo na praça, ou da tentativa de um beijo.

Daí ai te ver, num shopping cheio de gente, com um sorriso eufórico disfarçado em lentes amareladas de um óculos de sol. Daí a ter todos os sentimentos do mundo dentro de mim de uma só vez, fervilhando em uma dúvida de não sei o que. Tudo acalmado com um beijo. E que beijo, não na rodoviária, mas causando o mesmo frenesi que a gente imaginava. E ter um milhão de SMS trocados e daí pra frente ter estampado no rosto 100% do tempo uma cara de felicidade inconfundível.

E só então ter a certeza de que você é real. De que existe e que dali pra frente eu poderia dizer, mesmo que fosse com um pouquinho de medo, que você era meu.  E era tão suave esse sentimento de posse que eu ficava feliz de ver sua vida sendo somada a minha.

Te contar um segredo: como é gostoso entregar o coração da gente, sem ter medo.

A gente foi a lugares novos e você pode assistir, de camarote, meu deslumbramento dentro de uma livraria e minha alegria infantil após uma garrafa de Chandon.  Assim como minha vergonha após uma dose de Tequila duvidosa.

Você me viciou em Doritos, Mark Knopfler, Bon Jovi e água. Me fez ter crises de risos memoráveis, ao ponto de cuspir um copo de água em você, tudo por uma promessa de me fazer gargalhar ao menos uma vez ao dia.

Me mostrou um monte de filmes lindos que eu nunca tinha visto, deus sabe lá porquê. Me deu de presente a discografia dos Beatles, o Haroldo, um DVD do Yanni (a primeira promessa de todas) e até o Ajax! Você foi comigo até o terraço do seu prédio, na chuva, porque eu precisava ver lá de cima a água molhando a rua e tudo mais. Eu tenho um amor por chuva que às vezes acho que só você entende. Entende e compartilha de tal forma que a gente ficou acordado de madrugada olhando pro teto da barraca, vendo as gotinhas bater no tecido, enrolados de frio, aquecidos de gargalhadas sufocadas de satisfação, pelo único fato de nossa barraca agüentar a chuva.

Você me ajudou a zerar o primeiro jogo da minha vida (Machinarium), riu de chorar ao me ver tentar jogar “Need for Speed” e até chamou sua irmã pra ver meu desespero com “Bomberman”. Eu, bom, eu tentei te ensinar a dançar forró. Uma pena eu ter perdido minha sandália nas dunas. Você fez o que pode pra me consolar e eu nem ligava, eu estava completamente feliz voltando descalça, agarrada ao seu braço, tomando todo o cuidado do mundo pra não perder seus chinelos que estavam nas minhas mãos.

Eu tenho em você um grande amigo, acho que isso é meio clichê, mas muito inevitável de se falar quando se trata do que eu sinto.

Você tem uma personalidade fortíssima, não se deixa levar, nem se deixa intimidar por discussão nenhuma. Você tem princípios e defende com muita veemência o que acredita ser certo. E é disso que eu falo quando te digo: “Você é um homem maduro, responsável e muito inteligente”. Eu admiro demais isso em você.

Eu queria começar a agradecer, te dizer aquele um milhão de obrigadas tão comuns já entre nossas declarações, mas vou resumir em apenas um: Obrigada por ser perfeito, pra mim.


Não publiquei no aniversário, mas hoje é um dia especial também. =*

Comments

comments

14 Comment

  1. Bruno Scopel says:

    Ah, eu sou um sortudo do caramba.

    Ei povo leitor do blog, eu já li esse texto sobre mim a 10 dias atrás. Morram de inveja. x)

    Tudo o que poderia comentar sobre, foi comentado olhando pros seus olhinhos e curtindo seu sorriso de “orgulhosa-por-quase-me-fazer-chorar”. Mas óbvio que escrevo algo:

    Além de ter uma felicidade plena, eu tenho um orgulho muito grande de namorar com você. Sim, é orgulho.

    Você é “algo-tudo” diferente nesse planeta malcriado. Foi assim que você me conquistou, se mostrando primeiramente diferente, pra depois se mostrar perfeita. Perfeita, nas palavras, atitudes, ações, baguncinhas, carinhos e sorrisos. Ahh, sorrisos… branquinha fábrica de sorrisos… não param um segundo.

    Como é gostoso te ver sorrir.

    Você é uma mulher que se depender de mim, vai sorrir pra sempre, todo dia… daqueles sorrisos largos de afastar as mandíbulas de mostrar 5 covinhas de cada lado, acompanhado por seu olharzinho gostoso que me faz te abraçar, apertar e te encher de beijoquinhas pelo rosto todo!

    É, obrigado por ser perfeita, pra mim! x)

    Te amo demais!

    =*******************888

  2. é mesmo tão bonito ver as particularidades de relacionamentos assim tão bonitos e tão intensos.
    um zilhão de felicidades pra vocês.

    beijos ;*

  3. Mariola says:

    Lindo texto e seu blog é perfeito!

    Você que faz esses desenhos?

    São lindos também.

    Parabéns pelo blog e por ter esse lido talento

    Beijos

    Fique com Deus

  4. Ivie Scopel says:

    Lindo seu texto. Vc escreve muiiiiito!
    Seu namorado é um ADORAVEL chato!
    HSauhASuhaus

    BJooo,
    ve pra caaaaaa!!!
    (fiquei mal acostumada ^^)

  5. Larissa Dardengo says:

    Os desenhos não são meus não, são de uma moça de Portugal que me deixou usá-los por aqui.

    Quem dera eu saber desenhar.. =)

    E Ivie.. Só na outra semana que vou praí.. Morra de saudades. huahuauahuahuahuahuahuahua

  6. Que declaração bonita.. A sua e a dele no comentário.

    Continue escrevendo lindamente sobre as pessoas, sobre tudo.

    Feliz dia especial pra vocês!

    Beijo!

  7. bonito. gostei. @s prometem.

  8. Rodrigo says:

    Vc sempre me faz crer em amor, felicidade, e tudo o mais, rs! Seus textos sempre parecem vir no momento certo para eu ler e crer que tudo nao só pode, como será melhor!!!

    Sucesso e felicidades sem fim ao casal!!!

    Bjs
    Rodrigo

  9. giugava says:

    Belissimo, belissima….

    Estamos de volta, e o blog estará novamente em funcionamento…

    Bjo grande

  10. Esse amor! Ah, esse amor! Fui cúmplice do seu nascimento! hauahuahauahauhauau

    Ficou lindo seu texto, como sempre fica, aliás. O seu estilo mudou nele, mas eu acho que você combina bem com textos assim. Escreva sempre!

    Beijos

  11. Léris, você está amando!!!! Que lindo!!!
    Vou comentar depois da Fereza. Olha as barangas juntas novamente…
    Agora deu mais saudades ainda do nosso tempo na sala apertada, cheia de comes e bebes e muitas gargalhadas.
    Beijos e escreva mais.

  12. Tomei a liberdade de invadir aqui,rs

    Muito lindo texto e homenagem!!!

  13. eu me sinto ate meio envergonhado de tentar escrever qdo leio um texto seu… nao é só ler… é tipo sentir junto… parece que eu passei no drive thru e pedi um sentimento quentinho de felicidade e ele veio embaladinho pra eu sentir ele no conforto da minha cama, rs…

  14. Meu olhinhos se encheram de lágrimas!!!rsrsrs…. Quisera eu ter o dom da escrita…. Iria fazer TODO mundo chorar assim…rsrsrs.
    Bjo!

Comentários fechados.